segunda-feira, 30 de abril de 2012

American Pie – O Reencontro

- Filho, eu e sua mãe, lá nos anos setenta, transávamos duas, três, vezes por dia... (Noah Levenstein)
- Não pai, não, não... (Jim)
- Ela tinha uma posição, chamava “mergulhando por dólares”, você sabe... (Noah Levenstein)
- Não pai, não, deixa pra lá... (Jim)


O American Pie não ficou menos engraçado, pelo contrário, permanece com o mesmo estilo de piadas de sempre, na verdade o que mudaram foram os fãs deste filme. Ou seja, há muito tempo atrás, lá nos não tão longínquos anos noventa, este filme era sucesso entre a garotada, e eu me incluo nela. Mas, assim como nos personagens, o tempo provoca algumas mudanças e algumas piadas acabam perdendo a graça. De qualquer forma, nem que seja pelo momento nostalgia, vale a pena acompanhar estes quase quarentões agindo como adolescentes novamente.

Após treze anos, a turma de 99 resolve sair das suas rotinas nada estimulantes e se reencontrar novamente, este é o pano de fundo para a mais nova aventura do American Pie. É assim que os adolescentes de outrora, que só pensavam em sexo e perder a virgindade, se reencontram: Jim (Jason Biggs), Michelle (Allyson Hannigan), Oz (Chris Klein), Finch (Eddie Kaye Thomas) e Kevin (Thomas Ian Nicholas), Stiffler (Sean William Scott), e como não poderia deixar de ser, o senhor Noah Levenstein (Eugene Levy), o pai de Jim. Desta vez o roteiro centraliza nos acertos e erros da vida adulta de alguns dos personagens, relacionamentos amorosos, carreira, sucesso, crise no casamento, etc., ou seja, preocupações de adulto.

A vida sexual de Jim e Michelle é um dos temas do roteiro, porém as atrapalhadas do Stiffler, ou melhor “Stifodão” é que dão o tom da comédia, além do sempre irreverente Noah, o desajeitado pai conselheiro de Jim. Veremos também os conflitos de gerações, através do encontro desta rapaziada com a galera “Justin Bieber”; momento nostalgia com as brincadeiras de Stiffler, os momentos desconcertantes de Jim e os conselhos de Noah, sem mencionar a participação de personagens clássicos como Janine Stiffler , ou melhor, a mãe do Stiffler (Jennifer Coolidge) e outros que nem nos lembramos mais.

Um roteiro previsível que perde o fôlego na segunda metade, não surpreende, mas também não decepciona, enfim, é o mesmo American Pie de sempre. Diríamos até que a graça do filme está diretamente relacionada a sua idade. Outro atrativo pode ser ver como o tempo foi cruel com alguns e benevolente com outros, além, é claro, de saborear aquele agradável momento nostalgia que este tipo de filme “anos noventa” nos proporciona.


Título original: (American Reunion)
Lançamento: 2012 (EUA )
Direção: Jon Hurwitz e Hayden Schlossberg
Atores: Alyson Hannigan, Chris Owen, Deborah Rush, Jason Biggs, Eugene Levy, Seann William Scott, Thomas Ian Nicholas, Shannon Elizabeth, Tara Reid, Chris Klein, Mena Suvari, Jennifer Coolidge
Duração: 113 min
Gênero: Comédia

4 comentários:

  1. Ainda não assisti esse. Como não sou grande fã da série, acho que deixarei para ver em casa.
    Abs.

    ResponderExcluir
  2. Sou fã da série American Pie. Acabei vendo todos os filmes, até aqueles produzidos para lançamento direto em DVD e com elenco diferente. Agora esse que tem o elenco original parece muito mais atrativo.

    ResponderExcluir
  3. Faço das palavras do Celo Silva as minhas.

    Ver em casa. Talvez.

    ResponderExcluir
  4. quando chegar em DVD talvez eu veja, mas jamais gastaria meu dinheiro para ver um filme desses no cinema!

    ResponderExcluir

Gostou? Não gostou? Já assistiu o filme? E o que achou? Comente!