domingo, 11 de dezembro de 2011

MENINOs Não CHORAm


- Os médicos disseram que não pode controlar seus impulsos. (Tom)


Ultimamente o tempo está escasso para assistir e principalmente comentar filmes, tenho me limitado aos passa tempo comerciais das salas de cinema. Porém, ontem tive a grata surpresa de conhecer a obra que penso ser o melhor trabalho de Hilary Swank e que também lhe rendeu um Oscar. E não podemos esquecer que esta é uma atriz que coleciona bons filmes. Meninos não Choram é uma obra prima de interpretação, Swank está irreconhecível e muito convincente.

Conta a história real de Teena Brandon (Hilary Swank), vinte e um ano, uma mulher que tem crise existencial sexual, ou seja, biologicamente, fisicamente nasceu  mulher, mas se senti e age como um homem. Gosta de meninas, anda com meninos. E por mais que gradativamente a sociedade esteja se tornando mais liberal quando o assunto é tolerância a opção sexual alheia, ainda assim, os anos noventa não eram um lugar ideal para manifestar suas escolhas livremente. Por isso, Teena Brandon se vestia e se comportava como homem e não permitia que ninguém descobrisse seus segredos, com exceção para o seu primo Lonny (Matt McGrath).

Alucinado por garotas, Brandon não resistia a possibilidade de uma conquista, e foi assim que, em um bar, conheceu Candace(Alicia Goranson), uma jovem mãe solteira,  e na mesma noite, John (Peter Sarsgaard). Mais tarde veio Tom (Brendan Sexton III)  e Lana(Chloë Sevigny), uma jovem por quem John nutria um amor platônico. Juntos, aquele grupo curtia a vida sem medir conseqüências: bebidas, fuga da polícia, surf em carroceria de caminhonete, etc. Mais os segredos de Brandon estavam mais difíceis de serem mantidos, principalmente após conquistar o coração de Lana. E Brandon sabia que este seria um jogo arriscado, haja vista, aquela ser uma cidade intolerante e preconceituosa.

Para um blogueiro de cinema não há nada mais estimulante do que um bom filme, logo surge um tempinho vago para uma breve postagem. E esta é uma obra imperdível: emocionante, sensível, comovente, uma homenagem ao amor, um apelo contra o preconceito em um mundo em que, infelizmente, para amar ou ser amado(a) deve se antes respeitar alguns padrões ainda intocáveis.  


Título original: (Boys Don't Cry)
Lançamento: 1999 (EUA)
Direção: Kimberly Peirce
Atores: Hillary Swank, Chloë Sevigny, Peter Sarsgaard, Brendan Sexton III.
Duração: 114 min
Gênero: Drama


9 comentários:

  1. Assisti ao filme no cinema......e realmente amei a obra.

    Belo filme, ainda mais sendo baseado em história real.

    Imperdível e obrigatório.

    ResponderExcluir
  2. Tb assisti esse no cinema, um grande filme, com grandes atuações. Deu até vontade de rever. Abs!

    ResponderExcluir
  3. Uma excelente dica para pensar e discutir as questões de gênero....Hillary: divina!

    ResponderExcluir
  4. Muito bom, o filme te prende e lhe emociona com a interpretação de Hillary!

    ResponderExcluir
  5. ola amigo o filme parece ser muito bom irei postar . olha confira meu blog se poder me siga abçs clica para entra no site e seguir

    ResponderExcluir
  6. Me aguçou para assistir tá???
    Vai ser meu filme do proximo fds!! rsrs
    Passei um tempinho ausente mas to de volta, férias é mais tranquilo né??
    Passa lá e confere as novas postagens!
    Abraços!
    http://evesimplesassim.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. sou louco pra assistir esse filme, ainda não consegui mas tenho certeza de que é muito bom!

    ae, marcos, o que vc acha da série smallville que chegou ao fim, diz ae:

    http://www.minhaserie.com.br/imagens/novidades/upload/Smallville-Salvation_510.jpg

    obrigado e ótimo post.

    ResponderExcluir
  8. Olá! Adorei seu blog, muito criativo! Também tenho um blog e gostaria que vc desse uma olhada. O endereço é: http://www.criticaretro.blogspot.com/ Passe por lá! Lê ^_^

    ResponderExcluir

Gostou? Não gostou? Já assistiu o filme? E o que achou? Comente!