domingo, 5 de fevereiro de 2012

Filha do Mal


-Qual é a emergência? ( Policial)
-Três... três pessoas (Maria Rossi)
- Senhora, qual é o problema? (Policial)
-Três pessoas estão mortas. Eu... matei... todas. (Maria Rossi)
- Senhora? Senhora? (Policial)


Estampar no cartaz do filme que o Vaticano é contra sua produção ou não aconselha que ninguém assista é uma forma de valorizar o longa, trazer curiosidade ou até mesmo espalhar um atmosfera de verdade na trama. Não é tática nova, aliás, ás vezes parece que agrada muito ao Vaticano cada vez que surge um filme relatando supostos exorcismos, pois assim, mantém o temor, o medo do diabo, do inferno nos cristãos, fazendo com que busuem sempre a proteção da Santa Igreja. É como o governo norte americano deixar vazar ameaças terroristas aos seus cidadãos, contribui para manutenção do clima de terror e medo, o que favorece e justifica qualquer medida adotada por parte daquele Estado mesmo que elas restrinjam a liberdade destes cidadãos. 

Porém, no caso deste filme não adiantou muitos supostos alertas do Vaticano, ou de quem quer que seja. É um filme previsível, não assusta, e abusa do mesmo roteiro já gasto: possessões, negação da Igreja Católica, exorcismo, padres convictos, padres medrosos, velhas e jovens se retorcendo em cima de uma cama, água benta, crucifixos, a bendita câmera na mão simulando um documentário e deixando o espectador tonto com tanto balançar, girar, focar. Para não dizer que não houve novidade, desta vez os padres carregam algumas parafernálias eletrônicas: medidor de batimento cardíacos e de pupila. É a tecnologia auxiliando os exorcistas!  

A brasileira Fernanda Andrade, interpreta Isabella Rossi, filha de Maria Rossi (Suzan Crowley), uma senhora que, em uma determinada noite, havia matado cruelmente três membros da Igreja Católica. Vinte anos depois, desconfiada pelo fato de sua mãe ter sido considerada insana e encaminhada para um manicômio em Roma, Isabella resolve investigar os fatos. Havia sido um surto psicótico ou seria um caso de exorcismo? Por que a Igreja Católica se preocupou tanto com este caso? Então, contrata Michael (Ionut Grama) para ser seu cinegrafista e sai em busca das informações necessárias. Como era de se esperar suas pesquisas a levam até Roma, onde conhece os padres David (Evan Helmuth) e Ben (Simon Quaterman), especialistas em exorcismo. É neste instante que somos invadidos pelo mesmo de sempre: descoberta de exorcismos sendo realizados por Padres sem a autorização da Igreja, meninas falando em outra língua, requebrando o corpo, pulando na cama, revirando os olhos, enfim, aquilo tudo que já sabemos.

O filme inicia com um atendente do serviço de emergência recebendo uma ligação de uma pessoa afirmando que havia matado três pessoas, é o suficiente para despertar a curiosidade do espectador, mas bastam alguns minutos para percebermos que não teremos muitas novidades. O início e o meio só não são piores do que seu final, um definitivo atestado de falta de criatividade.

Até mesmo os fãs deste gênero de filmes desaprovarão Filha do Mal.


Título original: (The Devil Inside)
Lançamento: 2012 (Estados Unidos)
Direção: William Brent Bell
Atores: Fernanda Andrade, Simon Quarterman, Evan Helmuth, Suzan Crowley.
Duração: 87 min
Gênero: Terror

15 comentários:

  1. Pior que cheguei a acreditar que o filme seria interessante....as críticas estão péssimas...vou passar longe!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo blog!
    Eu não sou fã de filme de terror.Depois de ler a sua opinião, fugirei deste filme. kkk
    abraço

    ResponderExcluir
  3. A cada novo comentário que leio tenho menos vontade de ver esse filme.

    abraços

    ResponderExcluir
  4. Não tenho muita vontade de ver não. Nenhuma mesmo, rs

    Marcos, valeu pelo comentário no meu blog e o filme "Sentidos do Amor" já saiu para locação... Em uma boa locadora você acha com facilidade, sim.

    Abs.

    ResponderExcluir
  5. Bonequinho sentado e dormindo para este filme rsrs
    Muito fraco.
    Nada diferente dos últimos filmes de possessão que estamos acompanhando ao longo das últimas decadas.
    Sem sal, comum e desinteressante.
    O filme como todo filme deixe em seu fim um pergunta incrível.
    "O que diabos estou fazendo aqui vendo uma coisa dessas?"

    ResponderExcluir
  6. * o fim como todo o filme,

    ResponderExcluir
  7. Vi ontem, não é péssimo mas realmente não usaram da criatividade, filme curto, igual a todos os outros , acho q para fazer um filme deste gênero deve ser melhor qUE o exorcista e não dar continuidade ou seja ficar no mesmo sem nada para prender a atenção ou fazer assistir mais de uma vez.

    ResponderExcluir
  8. Vi ontem, não é péssimo mas realmente não usaram da criatividade, filme curto, igual a todos os outros , acho q para fazer um filme deste gênero deve ser melhor qUE o exorcista e não dar continuidade ou seja ficar no mesmo sem nada para prender a atenção ou fazer assistir mais de uma vez.

    ResponderExcluir
  9. Gente este filme é extremamente diabólico,terrivel...porém,assistindo ele dá mais vontade de estar perto de Deus,pois só ele pra nos livrar dessas coisas.

    ResponderExcluir
  10. Muitos comentários aqui postados são somente para puxar o saco de quem fez a critica,não é tão ruim assim,não chega a ser um clássico ''Exorcista'',mas melhor que Atividade paranormal 2 e 3 é com certeza,é simplesmente mais um filme,e ganha de muitos do gênero que estão por ai,então antes de postarem criticas vão ver o filme antes de puxar o saco de alguém só porque tem um blog...

    ResponderExcluir
  11. gostei do filme mais poderia ser melhor,só faltou creatividade

    ResponderExcluir
  12. mt bom o filme,antes de critikrem assistam vejam e revejam antes de falar besteiras

    ResponderExcluir
  13. Eu achei o filme bastante interessante,e outra a gente so pode falar q ele ruim se vc tiver visto....

    ResponderExcluir
  14. Nao achei ruim. Tbm achei interessante mas ja desconfiava que ia passar raiva com o final ja que o filme nao tem nem 1h e meia. Rs. E ficaria feliz se conseguisse abrir o site therossifiles.com mas nao consegui da erro. Enfim p quem gosta do genero vale assistir p botar na coleçao pessoal.

    ResponderExcluir
  15. Este filme me assusta. Um filme como Exorcistas do Vaticano sobre exorcismos, mas com um caso de possessão demoníaca que em última análise revela que não é o diabo, que todos nós conhecemos um ao outro para sempre, mas um corpo que poderia trazer o fim do mundo. As “The Vatican Tapes” tenta revelar um dos segredos mais bem guardados da religião católica: recinto onde o filme registra os casos mais complexos de posse do mundo são salvas. Nada menos do que o próprio Vaticano.

    ResponderExcluir

Gostou? Não gostou? Já assistiu o filme? E o que achou? Comente!